As portas corta fogo são equipamentos fundamentais para sistemas de incêndio de diversos estabelecimentos e prédios.

Porém, ao adquirir uma porta corta fogo, você não deve escolher a primeira que aparecer ou a mais barata.

Conheça como escolher o padrão de resistência ao fogo correto para sua demanda no artigo de hoje e faça a sua segurança contra incêndios ser eficiente. Boa leitura!

Como descobrir qual o melhor padrão de resistência para o ambiente que pretendo instalar a porta corta fogo?

A divisão das portas corta fogo se dá pelo tempo de proteção ao fogo. Esse padrão consiste em um número que a porta carrega e dá nome ao modelo.

Dependendo do risco de incêndio no ambiente em questão, as portas corta fogo podem ser elaboradas com diferentes espessuras e materiais isolantes. Essas especificações acabam moldando o padrão de resistência das portas.

Cada porta corta fogo tem uma resistência específica contra as chamas.

Para identificar a ideal para o ambiente que você precisa basta encontrar a letra “P” (de proteção) na descrição da porta, seguida de um numeral que indica a quantidade de minutos que o material aguenta a ação do fogo.

Os modelos mais comuns são:

O P90, mesmo sendo o modelo mais utilizado, não deve ser a escolha para todos os ambientes. Dependendo do risco de incêndio e tempo de presença do fogo no ambiente, escolha uma porta com um padrão de resistência menor ou maior.

Pense nas especificações do projeto, considere tudo e só assim, adquira suas portas corta fogo. Não deixe também de escolher portas testadas e certificadas pela ABNT.

Nós, da Authentic PCF, trabalhamos para garantir sua segurança.

Para conhecer mais sobre nossas portas corta fogo e os padrões de resistência que temos, acesse o link e confira os produtos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *